Fexpomalveira 2019
ERP Portugal + Novo verde

ERP Portugal e Novo Verde juntam-se à Câmara Municipal de Mafra na mobilização de comportamentos sustentáveis

A ERP Portugal e a Novo Verde serão responsáveis pela mobilização de comportamentos sustentáveis, promovendo a entrega de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, pilhas e embalagens por parte dos visitantes da Fexpolmaveira, a decorrer entre os dias 13 e 18 de agosto.

Esta iniciativa, realizada em parceria com a Câmara Municipal de Mafra, materializa o mote da sua 31ª edição em que a organização do certame pretende festejar a reciclar.

Durante estes dias os visitantes poderão garantir a reciclagem dos seus resíduos elétricos e pilhas usadas, utilizando os Depositrões disponíveis no local e, consequentemente, assegurar o tratamento e descontaminação de substâncias nocivas para o Ambiente e saúde de todos, bem como a obtenção de matérias-primas a incorporar no processo de fabrico de novos produtos.

As embalagens poderão ser recolhidas pelos ecopontos humanos, facilitando o comportamento aos consumidores e garantindo a sua reciclagem.

Estas dinâmicas fazem parte da estratégia de sensibilização, comunicação e educação de ambas as entidades gestoras, com vista à participação ativa dos consumidores na cadeia de gestão destes fluxos específicos de resíduos.

Sobre a ERP Portugal:

A ERP Portugal pertence a uma plataforma pan-Europeia, European Recycling Platform (ERP), fundada em dezembro de 2002. Esta plataforma tem uma quota de mercado entre 12% e 35% e já recolheu mais de 3 milhões de toneladas de REEE (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos) na Europa. A 27 de abril de 2006, através de um despacho conjunto emitido pelo Ministério da Economia e Inovação e pelo Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território, obteve a licença para exercer a atividade de Gestão de REEE, tendo a mesma sido renovada a 25 de maio de 2018 (Despacho n.º 5258/2018). A licença para fazer a gestão de Resíduos de Pilhas e Acumuladores (RP&A) Portáteis e Industriais Incorporáveis em Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (EEE) foi atribuída pelo Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território, em 2010, e renovada através do Despacho n.º 11275-A/2017. A ERP assume como missão assegurar a implementação mais rentável de um Sistema de Gestão de REEE e RP&A, para o benefício dos seus utentes e empresas, dando lugar a oportunidades de negócio e vantagens competitivas. A ERP já está a operar nos seguintes países: Alemanha, Áustria, Dinamarca, Eslováquia, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, Reino Unido, Suécia e Israel.

Mais informação em www.erp-recycling.pt ou www.facebook.com/erp.portugal

Sobre a Novo Verde:

A Novo Verde é uma sociedade gestora de resíduos, responsável pela recolha, valorização e/ou reciclagem de embalagens e resíduos de embalagens. A Licença para exercer a sua atividade data de 25 de novembro de 2016 e foi atribuída pelos Gabinetes dos Secretários de Estado Adjunto e do Comércio e do Ambiente, através do Despacho nº 14202-D/2016. Com base na experiência consolidada em matéria de gestão de resíduos em Portugal e outros países, a Novo Verde amplia a oferta de serviços neste setor, promovendo a integração e envolvimento dos diferentes intervenientes, num sistema simples e transparente. A entidade introduziu o fator concorrência no mercado nacional de gestão de resíduos de embalagens, com vista à implementação de alternativas e métodos de trabalho eficazes para todos os agentes que fazem parte do sistema integrado da Novo Verde, nomeadamente: embaladores/importadores, fabricantes de embalagens e materiais de embalagem, distribuidores, operadores, sistemas de gestão de resíduos urbanos e consumidores. Os objetivos nacionais de valorização e reciclagem de resíduos de embalagens correspondem ao previsto para 2011 no Decreto-Lei n.º 366-A/97, de 20 de dezembro, na sua redação atual, no PERSU 2020 e no Despacho n.º 7111/2015, de 29 de junho. A Novo Verde assume o compromisso de cumprir os objetivos de gestão dos resíduos de embalagens decorrentes de embalagens colocadas no território nacional, tendo como referencial a proporção equivalente ao peso das embalagens que lhe são declaradas.

Mais informação em www.novoverde.pt